11 maio 2015

4 filmes brasileiros para se ver no tédio.


Hey, tudo bem? Espero que sim. Aqui quem vós escreve é a Carla Liviane - amigavelmente conhecida como Nyuh -, uma escritora fantasma do Dose de Poesia que finalmente tomou vergonha para digitar. Eu não tenho muito o que dizer sobre mim, por isto prefiro partir logo para a postagem (´∇ノ`*)ノ. Hoje eu vós trago quatro filmes brasileiros que eu considero bons - pessoa com pouca nacionalidade no coração aqui q' - para aqueles momentos em que você se joga no sofá e suspira, sem nada para fazer ou assistir. Pelo fato de serem nacionais e bem conhecidos, é bem provável que você, meu caro leitor, já os conheça, mas... Let's go? (๑・ω-)~♥”




O Contador de Histórias (Drama) -  Anos 70. Aos 6 anos Roberto
Carlos Ramos (Marco Ribeiro) foi escolhido por sua mãe (Jú Colombo) para ser interno em uma instituição oficial que, segundo apregoava a propaganda, visava a formação de crianças em médicos, advogados e engenheiros. Entretanto a realidade era bem diferente, o que fez com que Roberto aprendesse as regras de sobrevivência no local. Pouco depois de completar 7 anos ele é transferido, passando a conviver com crianças até 14 anos. Aos 13 anos, ainda analfabeto, Roberto tem contato com as drogas e já acumula mais de 100 tentativas de fuga. Considerado irrecuperável por muitos, Roberto recebe a visita da psicóloga francesa Margherit Duvas (Maria de Medeiros). Tratando-o com respeito, ela inicia o processo de recuperação e aprendizagem de Roberto.



Meu passado me condena (Comédia) - Quando Fábio (Fábio Porchat) e Miá (Miá Mello) se encontram, é amor à primeira vista. Eles se casam um mês depois de se conhecerem e decidem viajar à Europa em um cruzeiro em lua de mel. Só que, durante a viagem, eles encontram seus antigos namorados, Beto (Alejandro Claveaux) e Laura (Juliana Didone), que hoje estão juntos e também passam sua lua de mel.



Hoje eu quero voltar sozinho (Drama) - Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.


Achar uma boa imagem hoje em dia é difícil, sabia?

O auto da compadecida (Comédia/Comédia e... Um pouco de aventura.) - As aventuras dos nordestinos João Grilo (Matheus Natchergaele), um sertanejo pobre e mentiroso, e Chicó (Selton Mello), o mais covarde dos homens. Ambos lutam pelo pão de cada dia e atravessam por vários episódios enganando a todos do pequeno vilarejo de Taperoá, no sertão da Paraíba. A salvação da dupla acontece com a aparição da Nossa Senhora (Fernanda Montenegro). Adaptação da obra de Ariano Suassuna. 



  ღゝ◡╹)ノ♡

E então? O que acharam? Já assistiram algum destes? Se sim, o que acharam? - tá, parei. Espero que tenham gostado da postagem, esses são os que eu mais 'estupro' quando estou no tédio, mas também há mais como: Minha mãe é uma peça, O MENINO E O MUNDO - uma animação de tirar o chapéu, em minha opinião -, Até que a sorte nos separe, O candidato - nada - honesto [...]

Beijos da,
Nyuh  ♥

Um comentário:

  1. O Contador de Histórias e Hoje eu quero voltar sozinho
    eu estou em relacionamento sério com esses filmes, foram os que mais me emocionaram e acho que nunca vou me cansar de assistir
    São lindos demais
    Adorei as recomendações
    (⋈◍>◡<◍)。✧♡

    Kagome and InuYasha

    ResponderExcluir

* Parceria? Afiliação? Peça ^.^
*Seguindo. Segue de volta? Se eu gostar do blog sim u.u
* Pode deixar seu link ai *-* Com todo o prazer eu irei visita-lo.

© Dose de Poesia. Todos os direitos reservados.
Layout produzido por: Fernanda Goulart
Com a ajuda de diversos sites de tutoriais.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo