15 fevereiro 2016

Poetizando na Segunda

"Chegou um certo momento que ele se cansou e desistiu. Pegou todo amor que tinha, colocou dentro de um potinho e o enterrou. Enterrou em um local onde ninguém encontraria. Assim, ele passou de tempestades contínuas para um frio constante. Se afastou de todos, não se preocupava mais. Tinha se tornado tão frio, que as pessoas que o abraçavam, poderiam jurar que aquele rapaz não tinha vida."
— Rodolfo Cezar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

* Parceria? Afiliação? Peça ^.^
*Seguindo. Segue de volta? Se eu gostar do blog sim u.u
* Pode deixar seu link ai *-* Com todo o prazer eu irei visita-lo.

© Dose de Poesia. Todos os direitos reservados.
Layout produzido por: Fernanda Goulart
Com a ajuda de diversos sites de tutoriais.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo