26 novembro 2016

Filme: Boneco do Mal


Bom sabado meus amores, como estao? as vezes eu me sinto uma velha por ficar em casa de pijama vendo filmes na netflix enquanto esta tendo festa. 
Mais alguem assim? kk bate aqui. 
No post de hoje vim ffalar sobre um filme que amei, ar em casa no final de semana vndo filme tende ficar em casa no final de semana vendo filme 

duração: 1h37min
ano de lançamento: 2016
elenco: Lauren Cohan, Rupert Evans, Ben Robson
nacionalidade: Eua
Genero: terror

Nota: 4 de 5 

 

Sinopse: Quando a jovem Greta (Cohan) aceita um emprego como babá em uma pequena vila inglesa, ela não podia imaginar que o menino de oito anos do qual iria cuidar na verdade é um boneco de tamanho natural, a quem os pais idosos tratam como uma criança de verdade desde que perderam o filho há 20 anos. Depois de desobedecer algumas das rigorosas regras que recebeu do casal para cuidar do boneco, uma série de eventos perturbadores e inexplicáveis transformam a vida de Greta num terrível pesadelo, levando-a a acreditar que o boneco está realmente vivo.

O diretor William Brent Bell foi muito esperto em chamar Lauren Cohan para interpretar Greta, a babá do filho de um misterioso casal, que reside no interior da Inglaterra e que mantém viva a figura do filho (que perderam num incêndio quando ele tinha oito anos) na figura do boneco. Lauren, de tanto fugir de zumbis gosmentos e asquerosos (sim, ela é a Maggie de The Walking Dead), tirou de letra o fardo de cuidar de um boneco um tanto sinistro. Na verdade, Greta tem uma história pregressa de violência por parte do noivo/namorado, e acaba encontrando uma espécie de refúgio psicológico na história dos Heelshires, seus mais novos patrões. 
O desenrolar da história acontece e Greta ganha a companhia de Malcom, encarregado de entregar a compra de comidas semanal da família. Claro que Greta precisa seguir umas regras para lidar com Brahms. E é mais claro ainda que ela não as segue.


Posso dizer que é um filme de suspense e terror sutil. O roteiro é simples e bem desenvolvido, ou seja, com começo, meio e fim bem explicados e sem rodeios. O filme é dividido em três atos: o primeiro mostra a chegada da protagonista na nova cidade, a apresentação da família, a surpresa ao ver o boneco e o reconhecimento do local e dos costumes; o segundo ato traz a rotina da casa, seguido pela sequência de acontecimentos sobrenaturais que tornam a história instigante e ainda mais misteriosa; por fim, o terceiro ato revela ao público o que está por traz do boneco e a solução para este mistério.


O que me chamou mais atenção neste filme é por se tratar de um terror sutil. São poucas as cenas de e elas ocorrem no timing certo da trama. Não há uma preocupação em assustar o público o tempo todo e, sim, em prender a atenção por meio do mistério que está se desenvolvendo.
Nas cenas, o jogo de luzes entre o claro e o escuro traz um ar de suspense muito maior, pois o espectador não sabe o que irá aparecer na sua frente. Além disso, a câmera que segue entre os corredores e olha entre as fechaduras para observar a protagonista faz o papel dos olhos do boneco, como se ele estivesse andando pela casa para vigiar os passos da personagem. Por falar nisso, tenho que ressaltar que Brans possui um semblante inocente que não demonstra perigo. Neste ponto, a produção escolheu o boneco certo, pois ele transmite certo carisma e, no início, o público não fica com tanto medo e nem imagina o tipo de mal que está por trás dele. No entanto, os no rosto de Brans alerta que algo está prestes a acontecer 

O ato final revela o que está por trás do boneco e pode ser que alguns fiquem surpresos com essa revelação O desfecho não é surpreendente, mas é redondo, satisfatório e deixa uma abertura para uma possível continuação.
é um filme que mistura suspense com terror sutil. A trama não precisou recorrer ao excesso de , sangue e efeitos escatológicos para assustar o espectador. Pelo contrário, o filme pode ser considerado um terror “mais natural”. As interpretações são satisfatórias e acredito que o personagem Malcolm poderia ter ajudado mais a Greta, mas, infelizmente, isso não acontece. É um filme bom? Sim. Vale a pena assistir? Vale sim. Acho legal que cada um veja para tirar suas próprias conclusões.
 



Se você já assistiu, o que achou do filme? Deixe nos comentários!

Um comentário:

  1. Olá!
    Gente, eu fiquei surpresa com o final, hahah.
    Eu achei que é um filme bem diferente dos de "bonecos" que vem surgindo.
    Adorei a crítica que você fez a respeito do terror sutil e eu concordo com você! Eles não precisaram ficar jorrando sangue na tela, nem ficar dando sustos bobinhos o tempo todo para ser um filme de terror bacana.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir

* Parceria? Afiliação? Peça ^.^
*Seguindo. Segue de volta? Se eu gostar do blog sim u.u
* Pode deixar seu link ai *-* Com todo o prazer eu irei visita-lo.

© Dose de Poesia. Todos os direitos reservados.
Layout produzido por: Fernanda Goulart
Com a ajuda de diversos sites de tutoriais.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo