slide12

5 Posts mais vistos do BEDA - BEDA#30


Oii meus leitores, como estão? gostaram do BEDA? No post de hoje vim trazer os 5 posts mais vistos e visitados do BEDA

1. Revista conexão literatura - BEDA #3



2. Debora Design: Nova parceira do blog - BEDA #8



3. Poetizando na Segunda - BEDA #2



4. Poetizando na Segunda - BEDA #9



5. Conheça o Emagrecedor - Desodanila - BEDA #10



Gostaram do BEDA? qual post foi o seu preferido? 

10 Livros Escritos Por mulheres Para Ler Antes de Morrer - BEDA #29


Oii meus leitores, tudo bem com vocês? Faz já algum tempo que não faço esse tipo de post aqui ne? No post de hoje para fechar o BEDA com chave de ouro, vim trazer uma lista com livros escrito por mulheres para você ler.

1. Outros Jeitos de Usar a Boca, por Rupi KaurEscrito pela indiana Rupi Kaur, o livro traz pequenos poemas sobre amor, relacionamentos, abusos, família, empoderamento e outros temas que, de certa forma, retratam a sobrevivência da mulher. Os textos são acompanhados de desenhos que você provavelmente já deve ter visto em alguma página da internet.
2. Do que é Feita uma Garota, por Caitlin MoranO livro narra a história de Johanna, uma adolescente gorda de 14 anos que decide ser uma jornalista musical para tirar a família da pobreza. A narrativa é cheia de humor negro e feminismo, além de também fazer referências ao pop do começo dos anos 90.
3. A Guerra Não Tem Rosto de Mulher, por Svetlana AlexijevichVocê já ouviu falar ou se interessa por histórias de mulheres que foram para a guerra? Neste livro, a autora narra alguns conflitos da Segunda Guerra Mundial sob o ponto de vista das combatentes soviéticas, do chamado Exército Vermelho. A narrativa prova que embora muitas vezes estejam na linha de frente de batalhas importantes, as mulheres continuam apagadas da história.
4. A Mão Esquerda da Escuridão, por Ursula K. Le GuinSe você prefere mais os livros de ficção científica, conheça Ursula K. Le Guin. A autora conta a trajetória de Genly, emissário da federação galáctica Ekumen, que está em uma missão política: colocar o planeta Gethen em um grupo de outros planetas para negócios comerciais e culturais. Nessa viagem, o personagem repensa sua visão de mundo ao conhecer uma população andrógina e de gênero fluído.
5. Eu Sou Malala, por Malala Yousafzai e Christina LambMalala se tornou um dos mais importantes ícones do feminismo atual ao lutar pela educação das mulheres no seu país, Paquistão, onde os homens recebem muito mais valor e respeito. A história inspiradora dela e de sua família em meio ao terrorismo foi descrita neste livro escrito com a jornalista Christina Lamb.
6. Um Mais Um, por Jojo MoyesConhecida por Como Eu Era Antes de Você, Jojo Moyes é uma das autoras mais famosas da literatura atual. Neste romance, uma mãe solteira e sem dinheiro tenta sustentar os filhos e lidar com todas as dificuldades de criar uma família sozinha. Até que, é claro, a chance de um amor aparece de forma inesperada. Já dá pra imaginar o resto, né?
7. Extraordinárias: Mulheres que revolucionaram o Brasil, por Duda Porto de Souza e Aryane CararoPara quem quer conhecer um pouco sobre as principais mulheres que foram importantes para o Brasil, esse complicado de histórias é ideal para dar o reconhecimento que elas deviam ter tido. De Quilombo dos Palmares até o movimento sufragista, todas as mulheres citadas neste livro se unem para lutar pela transformação do país.
8. Americanah, por Chimamanda Ngozi AdichieIfemulu e Obinze se apaixonaram durante o regime militar da Nigéria. Mais tarde, Ifemulu se muda para os Estados Unidos e precisa aprender a lidar com o racismo e as dificuldades da vida de imigrante. Temas como preconceito racial, imigração e desigualdade de gênero são abordados pela autora nigeriana mundialmente famosa, Chimamanda Ngozi Adichie.
9. Frankenstein, por Mary ShelleyNem todo mundo sabe, mas a famosa história sobre um cientista que cria um monstro na tentativa de reanimar tecidos mortos foi escrita por uma mulher. Mary Shelley escreveu Frankenstein quando tinha apenas 19 anos e a primeira edição do livro nem ao menos recebeu o nome dela. Desde então, a obra tem sido reproduzida em diversas versões.
10. Você é Minha Mãe?, por Alison BechdelSe você não é tão chegada aos livros normais e prefere algo mais visual, Alison Bechdel criou um quadrinho para contar sobre sua relação com a mãe. Família, gênero, orientação sexual, abuso psicológico e suicídio são alguns temas abordados pela autora.

Vocês ja leram alguns desses livros? Gostaram? Me contem nos comentarios. 

TAG Acumulador de Livros - BEDA#28

(foto: leitora cretina)


Oii meus leitores, tudo bem com vocês? já tem um tempo que eu queria ter trazido essa tag aqui mas sempre fico enrolando para postar Tags kk 
Essa tag quem me indicou foi a Monica do blog Leitora cretina . Adorei a Tag, então vamos lá?

1 – Acumulador - Qual livro que você deveria se livrar, mas por alguma razão não consegue? (Orgulho de ter lido? Foi presente? Ainda quer ler? Tem algum laço afetivo?).

Acho que varios. Mas um que é meu livro de cabeceira, que amo amo e não empresto para ninguem é o livro "Uma vida para recordar" de uma autora parceira aqui no blog. sempre choro quando leio. 


2 – Colecionador compulsivo – Qual livro ou edição você sonha em ter? (livro raro, autografado, primeira edição).

Eu sou muito apaixonada por Harry Potter, meu sonho é ter um dia toda as 3 coleções de colecionador 



3 – Caos confortável – Qual livro da sua estante foi o mais acolhedor?

Sem duvida nenhum GO


4 – Nostalgia – Qual a história interessante que você teve com algum livro que tem na estante? 

os livros de Harry Potter, tenho cada historias loucas com aqueles livros kk



5 – Não toca nas minhas coisas! – Qual livro você não gosta de emprestar ou tem medo de perder?

Todos haha quase não sou de emprestar meus bebês 


6 – Ansiedade – Qual livro você ficou tão animado pra ler que não quis nem sair de casa?

Outros jeitos de usar a boca.
amei amei aquele livro


7 – Compra no impulso – Qual livro você comprou sem qualquer planejamento?

a coleção de 50 tons de cinza. eu achei a coleção por 30 reais, nem pensei so comprei 


Se você responder a TAG. coloca o link na descrição que vou amar visitar


Conheça as Princesas da Disney ilustrada pela Diana Pedott - BEDA#27


Vocês sabem que amo desenhos, apesar de não saber desenhar hahaha. Eu adoro quando vejo alguma versão de princesas da disney. Conheci a Diana no instagram e desde então me apaixonei pelo trabalho dela, acho os traços tão lindos, tão delicados.

A Diana é de Santa Catarina e seu feed é incrivel, com cores claras e um traço fino ela já se tornou uma das minhas ilustradoras preferidas.

Mudanças São Sempre Necessarias - Nova Carinha do Blog - BEDA #26



Algumas vezes na vida nos sentimentos a necessidade de mudança, seja de curso na faculdade, de emprego, ou de algum relacionamento que já não nos cai bem. Muitas vezes nos pegamos dia após dia imaginando uma vida diferente da qual levamos, mas quantas dessas vezes você realmente levantou a bunda da cadeira e foi atrás do que sonhava? Poucas né? 
O ano de 2017 foi um dos piores na minha vida, bem conturbado, para quem viu o post coisas boas que aconteceram nesse ano do projeto escrevendo sem medo notou que somente 3 coisas boas me aconteceram, os avanços com o blog, entrar na universidade e conhecer meu namorado. 
E esse ano decidir que tudo mudaria, eu faria 2018 ser um ano incrível, mudei hábitos alimentares, pintei o cabelo, e eu senti que necessitava de mudanças em uma parte muito importante na minha vida, o meu blog, em 4 meses vocês devem ter notados que muitos layouts já passou por lá, mas nenhum me agradava ao ponto de poder chamar de meu.
 Até que conheci a Lorena. Uma designe incrível no que faz e um amor de pessoa. Eu amei a nova cara do blog. Ela transmite a nova fase da minha vida. Aproveite para conhecer o trabalho incrível dela e me digam se gostou do novo template 




Então você quer ser escritor? - BEDA #25


O BEDA está quase no fim, faz bastante tempo que eu não trago algum post para essa coluna aqui no blog, prometo trazer bem mais sobre a carreira de ser escritor. E no post de hoje vim um post para você tem sonha em se tornar escritor, ou você já é mas quer melhorar sua escrita 

Juiz de Fora recebe curso de gestão de carreira para escritores

No próximo sábado (28), Juiz de Fora recebe o workshop Profissão: Escritor – originalmente produzido no Rio de Janeiro. O curso propõe um panorama do trabalho do escritor profissional do início ao fim do processo, com interação entre profissionais do mercado do livro, autores, editores e jornalistas. O Profissão: Escritor acontece das 09h às 18h, no Hotel Serrano (Rua Santa Rita, 399, Centro, Juiz de Fora). Podem participar: escritores, jornalistas, livreiros, profissionais do livro, estudantes, professores e interessados no mercado editorial.  As inscrições estão disponíveis em sympla.com.br com valor de R$275.
Idealizado pela jornalista e editora carioca Michelle Strzoda, o curso ainda recebe a presença dos autores juizforanos: Rodrigo Barbosa (Editora Record), Artur Laizo (Editora Novo Século) e Mary e Eliardo França (Editora Ática e Tribos Editora), para um bate-papo sobre os prós e contras, erros e acertos sobre a dinâmica de empreender na escrita. O curso tem apoio cultural do Grupo Editorial Record, do Núcleo de Estratégias e Políticas Editoriais (Nespe – RJ) e da Livraria Palavras e Ideias.
edição especial em Juiz de Fora vem desmitificar que não basta ter uma história na cabeça e colocá-la no papel. É preciso entender como funciona o mercado de livros para fazer valer a elaboração de uma obra literária e trabalhar em um ou mais projetos editoriais.  A velocidade dos meios digitais e a renovação do processo de publicação exigem dos profissionais da palavra um reposicionamento, sendo necessária a atualização e reciclagem de conhecimentos e trocas de experiências. 


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
• Formação, leituras e autores de cabeceira
• Diversificação (ou não) de gêneros
• Criação e mercado em ficção e não ficção
• O livro de estreia
• Engrenagem editorial: A relação com outros a(u)tores da cadeia do livro
• Cada livro tem seu público-alvo. Cada escritor tem seu público leitor. Mas que público é esse?
• Publicar: As várias formas de se inserir no mercado de livros
• Selfpublishing
• Experiências sobre o escrever
• A escrita como matéria-prima primordial
• "Sobre viver” como escritor: Caminhos
• O agenciamento literário no Brasil. Preciso de um agente?
• O futuro é agora: a internet, as redes sociais, os e-books, os livros interativos

IDEALIZAÇÃO, COPRODUÇÃO & CONTEÚDO
Michelle Strzoda
Jornalista, editora, gestora de comunicação e conteúdo em cultura editorial. Empreendedora criativa, cofundadora e ex-diretora da Babilonia Cultura Editorial, cursou Edição de Livros na Universidad Complutense de Madrid, Jornalismo na ECO|UFRJ e Letras na Uerj. Trabalha há 16 anos no mercado editorial, tendo exercido cargos como publisher, editora executiva, coordenadora editorial, de comunicação e conteúdo, em editoras como Grupo Editorial Record, Casa da Palavra, Tinta Negra Bazar Editorial. Foi repórter freelancer da Folha de S.Paulo, e colaborou para O Globo, Jornal Rascunho, Cult, Bons Fluidos, Entrelivros e Digestivo Cultural. É autora de O Rio de Joaquim Manuel de Macedo: Jornalismo e literatura no século XIX (Casa da Palavra|Biblioteca Nacional), finalista do prêmio Jabuti, e coautora da Revista 450 Anos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro (Academia Carioca de Letras).
Evento: workshop Profissão: escritor
Local: Hotel Serrano (Rua Santa Rita, 399, Centro – Juiz de Fora)
Data: 28/04/2018
Horário: das 09h às 18h
Inscrições: www.sympla.com.br
Valor: R$275
Blogs Parceiros: 50% de desconto


Wallpaper Para Celular de Harry Potter - BEDA#24


Quem aqui é fã de Harry Potter assim como eu? adoro enfeitar meu celular com fotos da série. Por isso no post de hoje vim trazer um post repletos de wallpaper para celular <3 
espero que gostem


Poetizando na Segunda - BEDA #23


fonte: @depositodecliche


Resenha #27 - Retalhos de Ana - Anna Liz - BEDA#22




Ano de publicação: 2018
Edição: 1
gênero: poesia
número de páginas: 95
editora: Scortecci

Nota: 





Sinopse: 
Grande parte das composições de Anna Elizandra está relacionada à mulher no contexto atual. Um importante número de poemas publicados por esta autora refere-se à problemática do amor erótico idealizado pela figura feminina. Desta forma, sua poesia rompe com as barreiras da tradicionalidade, revelando uma mulher que não precisa esconder seu aspecto mais natural para ser aceita. Mas não é tão simples. É preciso ter força e coragem para revelar esta face feminina tão reprimida ao longo dos séculos de dominação patriarcal.
Marcos José P. Gomes, em Marcas de feminilidade nos poemas – “Per Passione e Ao homem que não vê a mulher que sou”, de Anna Elizandra Ribeiro
Eu sou Anna. Anna Elizandra. Nordestina do interior do Maranhão, da pequena cidade Santa (Luzia). Tive uma infância e uma adolescência cheias de pedras. Muitas vezes, apareceram-me pela estrada barreiras quase intransponíveis. Digo “quase”, porque consegui superá-las ou contorná-las, de certa forma. Mas, muitas vezes, pensei em desistir, em estacionar, em morrer, sucumbir de vez. Deixei muitas pedras me enterrarem, mas (mesmo sabendo-me ousada na comparação) penso que, assim como Cora, consegui remover as pedras, juntá-las, construir degraus e para o alto fui subindo. E no meio das pedras fui plantando meus versos/flores. Isto só foi possível porque nesse percurso algumas pessoas me ajudaram a carregar as pedras, a plantar poe-sia e a construir o que sou. E hoje, se alguém me perguntar:
– O que tu és?
Respondo apenas:
– Sou toda GRATIDÃO!




Resenha: 

o livro é dividido em diversas partes, poemas, crônica, homenagens e odes, alguns poemas do livro conversa que alguem sente, poemas de quatro mãos, e poemas e outros textos para Anna. 


O primeiro capitulo o de poemas, retrata as varias fases do poeta, suas inspirações, suas dores e desalentos.

O capitulo de crônicas tem crônicas curtas que falam de desilusão, a vida a dois, sobre varias reflexões do nosso dia-a-dia.
O homenagem e odes fora principalmente na luta feminina, na luta as mulheres negras e alguns odes voltados a defeitos que existem na humanidade, como hipocrisia, moralismo e erros. 


Alguns poemas do livro conversa de alguem que sente trás poemas maravilhosos como resumo onde faz um jogo de palavras e mente maluca que fala sobre nossa propria mente

alguns poemas de quatro mãos: toda com poesia, assim que li o poema autorretrato lembrei de cecilia meirelles, que trata sobre as coisas que vem com a idade, você de certa forma de perde no caminho da vida e passa a viver por lembranças e fotografias, sem nem ao menos se reconhecer. 
E o ultimo capitulo poema e outros textos para Anna Elizandra contem textos e poemas que mostram a força de Anna, mas talvez todas nós mulheres sejamos Annas.
A resenha foi curtinha, pelo livro ser curto e pelo fato de ser poemas. Em breve tem mais resenhas aqui de mais livros da Editora Scortecci





minha opinião: 

Quando eu comecei a ler esse livro, eu me lembrei bastante do livro outros jeitos de usar a boca, os dois possuem a mesma essencia falam da mulher da mesma forma, abordando assuntos do dia-a-dia, como amor, dor, sofrimento, e diversas outras coisas que a mulher passa por simplesmente ser mulher. Quando eu terminei o livro, minha vontade foi abraçar a autora ou escrever uma carta dizendo o quão linda é sua escrita. Sério, esse livro é muito maravilhoso, você se torna outra pessoa apos le-lo, os versos te marcam. 


Já leram? Me digam o que acharam nos comentarios 




Exemplar recebido em parceria com e Editora Scortecci



Autora Parceira - Pedro Moreira  - BEDA #21



Pedro Moreira (Gustavo Guza) nasceu em Itaí em 18 de abril de 1995. Antes de saber ler admirava os livros imensamente. Cresceu inventando histórias na cabeça. Aos 12 anos queria ser músico e compunha algumas canções, mas abandonou por achá-las ruins. Aos 14 se aventurou em escrever crônicas que eram publicadas pelo blogue da biblioteca de sua escola. Depois, publicou alguns contos e poemas em revistas de literatura independente na internet. Em 2014 apareceu uma coletânea de contos, Embora o mundo tivesse cor, que foi editado pela Multifoco. Em 2016, publicou seu primeiro livro de poemas, Oitenta e três idades, uma reunião de tudo que produzira até então.



LIVROS

EMBORA O MUNDO TIVESSE COR


Um livro que possui um tom amargo, mas que revela uma esperança sutil. A esperança é de inteira responsabilidade do leitor, que tem de encontrá-la nas
entrelinhas da dor. Os contos aqui presentes denunciam a angústia das pessoas – anônimas e esquecidas. Retrata a vida cinza num mundo que possui cores. A vida vivida no modo ‘preto e branco’. O desejo do homem é pintar sua existência com as cores que deseja encontrar.

links:

Site da editora:

Livraria da Travessa:

Booktrailer:




OITENTA E TRÊS IDADES


O que aconteceu com a poesia brasileira contemporânea? Está por aí como uma condenada. Mas, de qualquer modo, sobrevive na marginalidade. Os poemas desse livro são uma resistência silenciosa no papel. Uma amostra da contemporaneidade latente... Um presente permeado do passado e desejoso do futuro. Um livro repleto do espírito envelhecido da juventude: o que há de mais real.

links:

Clube de Autores:

Bookess:

Booktrailer:


 

@seuinstagram

Layout Por : Mia Creations | All Rights Reserved.